Skip to content

BTB 53: Feedback do operador sobre o cabeçote de colheita 575

Operadores australianos dão feedback sobre a colheitadeira Tigercat LH822D equipada com o cabeçote de colheita 575 em operações de recuperação após incêndio florestal em NSW.

O cabeçote de colheita Tigercat 575 atualizado, equipado com a última iteração do sistema de controle Tigercat D5 Optimization, fez sua estreia na Austrália em uma série de demonstrações no sul de New South Wales (NSW) no início deste ano. As demonstrações foram realizadas em três operações separadas de recuperação após incêndio em floresta de pinheiros. O 575 é adequado para a LH822D da Tigercat, uma das colheitadeiras mais populares da Austrália.


A LH822D equipada com o cabeçote de colheita 575.

A LH822D equipada com o cabeçote de colheita 575.


“Esta foi uma das máquinas destinadas à AUSTimber 2020, que foi adiada para 2021”, afirma Glen Marley, gerente distrital da Tigercat para Austrália e Nova Zelândia. “Esta unidade tem a opção de lança mais curta de 8,2 m para maior estabilidade e capacidade de levantamento em árvores maiores.

A máquina estava em operação na região de Green Hills e Bago State Forest, no sul de NSW, onde aproximadamente 52.000 hectares (128.500 acres) de Pinus radiata foram perdidos nos incêndios florestais de 2020.

Phil Turnbull, gerente de território da Onetrak, uma revendedora da Tigercat, diz: “O cabeçote 575 tem tido desempenho muito bom em nossas demonstrações recentes. Recebemos feedback muito positivo. Todos os presentes ficaram bastante impressionados.”

Glen Marley conclui, “O feedback desses operadores foi excelente e nos deixa muito confiantes sobre este cabeçote e sua adequação às condições australianas. Estamos particularmente felizes com a confiabilidade e o desempenho dos relatórios de dados de produção de fim de turno da StanForD, incluindo a transferência de arquivos e os relatórios usuais PRI, KTR e Geo Mapping. As análises sobre o 575 de operadores locais são os relatórios mais positivos que recebemos sobre uma unidade de demonstração até agora, o que é muito encorajador”.


Callum Lonergan, Lee Worley, Tyson Edwards

Callum Lonergan, Lee Worley e Tyson Edwards operaram a LH822D equipada com o Tigercat 575 na área florestal de Bago State.


Callum Lonergan, P & T Lonergan

É um cabeçote excelente. Levou umas duas horas para eu me acostumar à geometria diferente, mas então ficou perfeito. A serra principal tem muito torque, e a velocidade de corte da tora é muito consistente. O limitador de serra automática só permite que a barra saia o necessário, portanto, cortar em solo rochoso fica fácil, e a altura do toco pode ser menor.

Os dois cilindros de inclinação no quadro de inclinação proporcionam uma sensação robusta, e o equilíbrio do cabeçote, quando está em pé para cortar a próxima árvore, é excelente. O desgalhamento e a sincronização do braço da faca de cilindro duplo são bons, pois limpam muito bem as toras. E a geometria permite que a árvore flua sem esforço pelo cabeçote.

O computador Tigercat D5 é fácil de navegar. A transferência de arquivos de dados PRI e KTR de fim de turno foi fácil e precisa. O sistema de pintura funcionou excepcionalmente bem e foi muito fácil de ajustar.

A combinação do 575 e da LH822D fez o cabeçote parecer bastante leve e bem equilibrado. O suporte completo para a base e o implemento da Onetrak e da Tigercat também é uma grande vantagem.


Lee Worley, G & J Groves Pty Ltd

O Tigercat 575 tem muito poder de alimentação e velocidade de processamento. Ele segura bem as árvores e o motor de acionamento tem bastante torque. O Tigercat Autoshift™ foi perfeito na mudança de tração de três para duas rodas. Tive um deslizamento mínimo na alimentação, mesmo com árvores com galhos pesados.

O otimizador é excelente, com a seleção automática de toras rápida e sem falhas. Isso facilitou muito a operação do cabeçote, e eu estava visivelmente menos cansado no final do meu turno.

O tensionador automático da serra principal e da serra superior funciona muito bem. O torque e a potência da serra são excelentes. Foi muito rápido cortar com ela, especialmente nas derrubadas. O lubrificador funciona muito bem e usa menos óleo do que meu cabeçote atual.

As mangueiras estão bem organizadas, tornando o corte mais confortável e rápido, pois eu não precisava prestar atenção para que elas não ficassem emaranhadas nos galhos inferiores das árvores.

O sistema de marcação automática de cores é excelente, especialmente na derrubada. A marcação das extremidades é clara e funcionou sem falhas.

A geração de relatórios de dados é simples e todos os arquivos PRI e KTR facilitam os relatórios de fim de dia. A calibração da pinça também é fácil e precisa. A manutenção diária é muito mais tranquila do que estou acostumado, e as graxeiras são acessíveis, então a manutenção no final do dia foi rápida. Todas as proteções e mangueiras estão organizadas, mas ainda assim permitindo fácil acesso. A Tigercat pensou nos operadores quando construiu esse cabeçote. Adoraria trabalhar todo o tempo com o 575.


Tyson Edwards, Oldina Logging

Não há nada igual. A serra principal e a serra superior tiveram um desempenho excepcional com potência e velocidade sob demanda. Devo dizer que foram as melhores serras que já usei. As rodas motrizes tiveram um bom desempenho, com boa potência e capacidade de manobra. As facas deram conta do trabalho. O equilíbrio do cabeçote foi bem pensado com a faca frontal ligeiramente inclinada para baixo.

Tanto a marcação de pintura quanto a lubrificação funcionaram bem, com um tanque de lubrificante de bom tamanho, com 20 litros.

O banco de válvulas e o layout das mangueiras são excelentes. Notava-se que seria relativamente fácil fazer a troca de mangueiras. Acho que seria uma ótima opção do ponto de vista da manutenção. Gostei muito também dos dois cilindros que se inclinam para cima, tornando mais fácil deixá-los na vertical. O otimizador funciona bem e a tela do Tigercat D5 é fácil de usar. Não tive problemas de medição, o que é ótimo.


 

 

 

Artigos relacionados


Vídeos relacionados

Produtos relacionados