Skip to content

BTB 34: Elmia Wood 2013

Demonstração ao vivo ou exposição estática na floresta?

— Gary Olsen, representante de vendas internacionais da fábrica

Eu me lembro de participar e ficar assoberbado e impressionado na minha primeira exposição Elmia Wood ainda como estudante em 1993 e eu tenho sido muito privilegiado por ter participado de todas as exposições posteriores, com exceção de uma.

BTB 34: Elmia Wood 2013

Desde a primeira participação da Tigercat na Elmia Wood em 2001, posso dizer sem dúvidas que o nível de atividade dinâmica na forma de exploração florestal real sofreu um declínio constante a ponto de a exposição deste ano ter sido pouco mais do que uma exposição estática na floresta. A maioria das operações florestais dinâmicas reais tornou-se um pouco mais do que demonstrações forçadas e coreografadas, oferecendo pouquíssimo aos potenciais compradores de máquinas procurando ver os últimos e maiores desenvolvimentos em ação.

Porém, a presença na exposição de 2013 foi surpreendente com 50.000 visitantes durante os quatro dias e, para esse efeito, a Elmia é um excelente exercício de consolidação da marca para a indústria florestal escandinava. Com visitantes da América do Sul, Indonésia, África do Sul, Austrália e Nova Zelândia, a exposição teve um gosto internacional incontestável e necessário, apesar do fato de muitas das máquinas ao estilo escandinavo em exibição oferecerem soluções para problemas que a maioria das pessoas não tem. O foco tradicionalmente grande em colheita de pequena escala nesta exibição, embora interessante, é de muito pouca relevância para as operações em grandes plantações comerciais que existem no hemisfério sul.

O foco em grande escala no método de corte em comprimento é certamente de mais interesse para o visitante internacional e a oportunidade de entender melhor, tocar ou entrar nas novas máquinas é de grande valor. Talvez de ainda mais valor seja a oportunidade de falar com a equipe, proprietários e engenheiros de equipamentos de fabricante original e aproveitar a oportunidade para entender melhor as tendências, o progresso e as razões para alterações e avanços das máquinas e dos designs. Além dos forwarders 1055B e 1075B e da colheitadeira 1135, a Tigercat trouxe o novo skidder para montanha com guincho de tambor duplo 610C, bem como representantes do distribuidor belga da Tigercat, o Grupo Clohse. O Clohse irá demonstrar a máquina na Bélgica, Alemanha e França nos próximos meses. A Tigercat também disponibilizou uma equipe de engenheiros e pessoal de nível sênior para interagir com os clientes.

A Elmia Wood continua a ser um evento industrial de nível mundial e muito respeitado em todo o mundo. No entanto, talvez seja a hora de os organizadores e participantes repensarem o formato e retornarem às demonstrações ao vivo em larga escala que se aproximam mais das operações do mundo real.