Skip to content

BTB 54: Tigercat CTL

Jon Cooper, vice-presidente de corte no comprimento da Tigercat, fala sobre os mais recentes desenvolvimentos da Tigercat em CTL.

A Tigercat entrou no mercado de equipamentos para pneus de borracha há mais de vinte anos, quando a empresa comprou os ativos da Hemek, uma fabricante sueca de CTL. A Hemek havia projetado, fabricado e distribuído máquinas de CTL na Suécia e no exterior por mais de 30 anos antes da aquisição. As máquinas da Hemek ainda podem ser encontradas em quase todas as regiões de CTL importantes do mundo. A aquisição forneceu à Tigercat valioso conhecimento do setor e insights técnicos sobre os recursos essenciais procurados pelos clientes.


Forwarder da Tigercat em uma plantação no Brasil

Os avanços na tecnologia da informação e na telemetria ajudam o operador a priorizar quais produtos encaminhar para a beira da estrada.


Ao longo dos últimos vinte anos, a Tigercat expandiu esse conhecimento, combinando-o com sua vasta experiência e para desenvolver máquinas verdadeiramente exclusivas que atendam às necessidades dos mercados de CTL atuais. A Tigercat oferece atualmente três modelos de forwarder que variam de 14 a 25 toneladas, dois harvesters de pneus de borracha, vários harvesters e processadores baseados em esteiras e uma linha crescente de cabeçotes de colheita.


CTL e tecnologia da informação

Cada região florestal do mundo tem necessidades e desafios únicos no que diz respeito à colheita. Os sistemas de colheita corte a medida (CTL) podem aumentar a eficiência em operações em que a madeira colhida deve ser processada e classificada em muitos produtos.

Com o CTL, a classificação dos produtos começa no toco com o harvester. Quando as áreas de plataforma na beira da estrada têm espaço limitado, este modelo de colheita oferece vantagens ainda maiores, pois o forwarder pode mover produtos para a beira da estrada na ordem de prioridade em que são necessários.

“Conforme o harvester trabalha, dados de produção detalhados são registrados no sistema computacional da máquina. Os relatórios gerados posteriormente podem ser compartilhados com o forwarder para informar ao operador o que está pronto para ser movido para a beira da estrada”, explica Jon. “O forwarder move os produtos para a beira da estrada e os empilha separadamente, registrando novamente o que foi produzido e onde foi descarregado e reunido em plataforma.

Os relatórios de produção de cada máquina podem então ser compartilhados com os clientes, informando-os sobre o que está pronto para ser transportado para as fábricas”.

Assim, as fábricas têm acesso quase em tempo real a dados sobre o conteúdo e a localização do estoque processado nos compartimentos de colheita. Os dados, gerados e relatados usando o protocolo StanForD, podem ter valor futuro para determinar o potencial de crescimento das próximas colheitas. Os estoques da fábrica podem ser minimizados ao transmitir ativamente as prioridades para o harvester — essencialmente, quais produtos devem ser feitos com as árvores colhidas. “O sistema CTL agrega valor ao proprietário da floresta de diversas maneiras que não são prontamente identificáveis ou aparentes”, diz Jon.


Considerações de projeto

As máquinas Tigercat são altamente valorizadas pela durabilidade, pela produtividade e pelo baixo custo por tonelada de produção. Essas características são obtidas através da utilização de processos avançados de projeto e fabricação e da compreensão da importância de um suporte sólido ao produto. Jon diz: “As máquinas são projetadas com forte ênfase na durabilidade e na simplicidade, utilizando tecnologia avançada para criar soluções simples que fornecem o maior valor possível para o cliente”.


Harvester 1185 com cabeçote 570 Tigercat

O harvester 1185 equipado com o cabeçote de colheita 570, uma solução de colheita completa da Tigercat. A grua ER é hidraulicamente eficiente e fácil de operar.


Jon explica o que a Tigercat acrescenta em termos de design e o que diferencia sua linha de produtos de outros fabricantes de equipamentos CTL. “Exemplos de ênfase da Tigercat em durabilidade, simplicidade e inovação são facilmente aparentes na linha de produtos CTL. Os harvesters de rodas e esteiras são equipados com a tecnologia ER® de lança da Tigercat.

O sistema economiza combustível, simplifica a operação, reduz a fadiga do operador e aumenta a produtividade. Além disso, os harvesters de rodas Tigercat são projetados para operar com a lança totalmente estendida na lateral da máquina, sem comprometer a estabilidade. E a capacidade da lança de rotação contínua de 360 graus não é encontrada em nenhum outro produto do setor.”


Dentro da cabine do harvester

Conforto, segurança, ergonomia, visibilidade e acesso a informações críticas na cabine são aspectos importantes do projeto.


Cabines fortes e de alta visibilidade mantêm linhas de visão importantes para o operador. A proteção ideal contra disparos de corrente é fornecida pela janela frontal de 32 mm de espessura em todos os harvesters Tigercat. Os harvesters de rodas Tigercat usam um compressor de ar condicionado acionado hidraulicamente localizado ao lado da cabine para resfriamento seguro em condições extremas de calor.

Como a demanda por soluções de colheita em terrenos muito inclinados continua a aumentar em muitas partes do mundo, a Tigercat está respondendo com soluções integradas. “O harvester de rodas 1165 é fornecido com um sistema de giro com inclinação traseira de 24 graus para operações em terrenos muito inclinados”, diz Jon. As conexões são integradas à estrutura da máquina. O acionamento WideRange® da Tigercat oferece excelentes valores de velocidade e alta força de tração sem exigir mudança de marcha. Além disso, foram desenvolvidos sistemas para melhorar a vida útil dos componentes de máquinas que operam em terrenos inclinados por longos períodos de tempo.

Em termos de durabilidade e qualidade de construção, Jon menciona os rolamentos cônicos de roletes usados nas articulações centrais de todas as máquinas de rodas da Tigercat. Essa inovação de design remonta ao feller buncher 726 original da Tigercat, lançado há quase trinta anos. Este é um ótimo exemplo de uma solução desenvolvida há muitos anos que ainda é relevante e bem aplicada às máquinas de colheita avançadas de hoje.


 

Artigos relacionados