Skip to content

AJUDANDO O DISTRIBUIDOR DA TIGERCAT A AJUDAR VOCÊ

Assim como para qualquer negócio, tempo é dinheiro para o setor madeireiro também. Quando sua máquina florestal apresenta um problema que ameace sua capacidade de colheita, o tempo é essencial.

– Pierre Fortin, instrutor de operações da Tigercat

Os problemas da máquina devem ser identificados e resolvidos o mais rápido possível para minimizar perda de produção e despesas de reparo. Além disso, a manutenção proativa de pequenos itens pode impedir defeitos maiores que venham a danificar permanentemente a máquina ou colocar os operadores sob risco.

Larry White (à esquerda), da área de peças, e o gerente de loja Tom Sawrey (à direita) ajudam um cliente. Dois homens atrás de um balcão atendendo outro homem.

Larry White (à esquerda), da área de peças, e o gerente de loja Tom Sawrey (à direita) ajudam um cliente
nas novas instalações da CTW Rose Hill, Carolina do Norte.

Para usar o tempo de uma forma mais eficiente, o técnico do distribuidor precisa comparecer ao local do trabalho preparado para fazer o reparo ou ajuste. Ele deve conhecer bem o problema para saber de que peças vai precisar ao chegar ao local. Para isso, é fundamental a boa comunicação entre o lenhador no campo e o distribuidor da Tigercat. A comunicação clara poupa tempo e dinheiro.

Em primeiro lugar, é preciso informar ao distribuidor o modelo da máquina, o número de série, localização e uma explicação precisa do problema. A máquina ainda está na garantia? Será necessário transportá-la até a estrada para realizar os reparos? Ela funciona continuamente ou esporadicamente? O problema evoluiu com o tempo ou apareceu de repente?

Ao lidar com problemas no sistema hidráulico, o operador deve considerar se é um caso de falta de energia, falta (ou excesso) de velocidade ou uma combinação dos dois fatores. O problema está ocorrendo apenas quando uma função é ativada ou quando uma combinação de funções está sendo usada? Todos os seus operadores estão reclamando do problema ou apenas um? Há vazamento de óleo hidráulico? Se houver, tenha cuidado ao examinar o vazamento (consulte “Uma picada perigosa” na BTB número 44).

Use a câmera do celular como ferramenta para registrar detalhes da máquina e enviar aos técnicos do distribuidor. Fotos claras de um vazamento hidráulico ou peça danificada podem ser úteis para o técnico compreender o que aconteceu e levar as ferramentas e peças certas ao local do reparo. Um vídeo curto do comportamento da máquina também pode mostrar como lidar com um problema e potencialmente poupar esforços de resoluções, especialmente se ele for intermitente ou difícil de descrever.

No caso de panes elétricas ou no sistema de controle, se o sistema estiver gerando mensagens de alerta, transmita-as por completo ao distribuidor. Anote todos os detalhes e números de erro mostrados no painel do sistema de controle ou tire uma foto da mensagem de alerta e envie-a para o distribuidor. Informe ao distribuidor a frequência do problema e se ele parece estar relacionado a um momento ou sequência de trabalho específica. Se houver alarmes do motor ou do sistema de pós-tratamento, consulte o registro do alarme no painel de controle da máquina e anote ou tire fotos de alguns dos alarmes listados. É possível verificar o significado de vários códigos SPN e DTC do motor com o app Tigercat disponível para Android e iOS.

Converse com seu distribuidor sobre a RemoteLogTM, o novo sistema de telemetria da Tigercat. A RemoteLog pode transmitir automaticamente ao distribuidor a maioria das informações críticas necessárias para o técnico trabalhar na sua máquina.