Skip to content

Conscientização para a segurança contra trovoada

Quando as nuvens surgem...

— Robin Barker, administrador de engenharia

O que é uma trovoada?

A trovoada é uma descarga de eletricidade produzida por uma tempestade. Durante o desenvolvimento da tempestade, muitas partículas pequenas de gelo dentro das nuvens da tempestade se chocam. Essas colisões criam uma carga positiva na parte superior da nuvem e uma carga negativa na parte inferior. À medida que esse processo continua, é formada uma segunda carga positiva no chão embaixo da nuvem. Essa carga se concentra em volta dos objetos mais altos, como montanhas, árvores, prédios, equipamentos e até pessoas. Quando a diferença entre as cargas elétricas na nuvem e no chão se torna grande o bastante para superar a resistência do ar de isolamento entre elas, uma corrente elétrica flui instantaneamente. Isto é uma trovoada.

Conscientização para a segurança contra trovoada

O potencial elétrico em uma trovoada pode ser de até 100 milhões de volts. As trovoadas podem ocorrer por distâncias de até 60 km. O relâmpago viaja tanto à frente quanto atrás de uma tempestade, por isso, as trovoadas podem acontecer antes ou depois da chuva. O relâmpago pode atingir o mesmo local e geralmente espalha-se por 18 m pelo solo em volta do ponto atingido.

O trovão sempre acompanha o relâmpago. Quando ocorre um relâmpago, o ar pelo qual ele passa é instantaneamente aquecido a uma temperatura em excesso de 28.000 ºC. O ar expande rapidamente devido a este aquecimento e, em seguida, contrai rapidamente ao esfriar. É esta onda de choque de contração que ouvimos e chamamos de trovão.

Segurança contra trovoada

Apesar do mito popular que diz que ser atingido por um raio é um evento improvável, as estatísticas mostram que isto ocorre frequentemente. Em muitas áreas do mundo, os raios são a segunda maior causa de morte e lesões relacionadas a tempestades, perdendo apenas para as enchentes. Apesar de apenas 10% das vítimas de raios serem fatais (praticamente todos por parada respiratória ou cardíaca), mais de 70% dos sobreviventes sofrem lesões e deficiências graves para toda a vida, incluindo perda de memória, fadiga, dor crônica, tonturas, dificuldade para dormir e incapacidade para concluir várias tarefas de uma só vez.

Os profissionais florestais correm alto risco porque seus trabalhos são no exterior e próximos a pontos atingidos por raios, como árvores altas e equipamentos pesados. Os lenhadores podem diminuir as chances de serem atingidos por um raio seguindo algumas simples práticas de segurança.

1. Designe um membro da sua equipe para:

• Monitorar diariamente a previsão do tempo

• Observar as condições do tempo local

• Alertar todos os outros membros da equipe quando uma possível ameaça de trovoada surgir

2. Quando uma tempestade se aproximar, não comece nem continue qualquer trabalho que não possa ser interrompido imediatamente.

3. Antecipe uma situação de alto risco e tome uma atitude antecipadamente, locomovendo-se para um local de baixo risco. Não hesite. Se houver trovoada, você estará em perigo.

4. Obedeça esta regra: ao ver um relâmpago, fuja. Ao ouvir um trovão, vá para outro local.

5. Não siga a diretriz, agora ultrapassada, de abrigar-se quando o tempo entre ver um relâmpago e ouvir um trovão for de 30 segundos ou menos. Isto não oferece tempo suficiente para garantir segurança. Sempre siga o ponto 4.

6. Permaneça em local seguro por 30 minutos após a última visualização de raio ou o último som de trovão.

O local mais seguro durante uma tempestade é dentro de um edifício totalmente fechado e solidamente construído, como uma casa, um escritório, uma escola ou uma área de compras.

Esses locais são mais seguros devido à fiação elétrica e ao encanamento. No caso de ser atingido por um raio, a corrente elétrica passará pela fiação ou pelo encanamento até o chão. Quando houver um destes edifícios por perto, sempre procure abrigo neles primeiro.

Infelizmente, nem sempre os lenhadores têm essa opção e, por isso, devem ser consideradas outras alternativas. Galpões, abrigos, cabanas de caça camufladas, tendas e outras estruturas pequenas ou parcialmente abertas não são seguros, pois não contêm os componentes elétricos ligados à terra de grandes edifícios. Eles têm como finalidade apenas a proteção contra o sol ou a chuva. Não procure se abrigar de trovoadas dentro destas estruturas.

O segundo local mais seguro durante uma tempestade elétrica é dentro de um carro, uma van, um caminhão ou um ônibus totalmente fechado com teto e laterais de metal. A energia elétrica de um relâmpago que atinge estes veículos é direcionada para o chão pelas superfícies externas de metal condutor. Isto é chamado de efeito pelicular. Não procure abrigo de trovoadas em veículos com carrocerias em fibra de vidro ou plástico ou em veículos conversíveis, pois eles não oferecem a proteção de efeito pelicular contra raios.

Os equipamentos florestais pesados, como skidder, carregadeira, feller buncher ou forwarder com estrutura de proteção contra capotamento (ROPS), oferecem a vantagem do efeito pelicular e, por isso, são seguros em tempestades elétricas. No entanto, as máquinas com cobertura móvel não são seguras contra trovoadas porque são abertas à água da chuva eletricamente condutora e não se beneficiam do efeito pelicular. Os operadores destas máquinas devem sair da cabine e ir para um local mais seguro.

Pneus de borracha em veículos automotores e equipamentos pesados não aumentam a segurança contra trovoadas. O raio já viajou uma grande distância pelo ar até atingir o veículo. Comparativamente, alguns centímetros de borracha não oferecem absolutamente nenhum isolamento adicional.

Em resumo, se estiver em um local aberto e vir um relâmpago ou ouvir um trovão, entre em algum lugar. Corra imediatamente para o edifício, o veículo automotor ou a cabine ROPS totalmente fechada mais próxima.

Se já estiver dentro de um edifício, não observe a tempestade através de janelas ou portas abertas. Permaneça nos ambientes interiores. Mantenha-se afastado de telefones com fio, aparelhos elétricos, luminárias, microfones via rádio, tomadas elétricas e encanamentos e canalizações.

Se já estiver dentro de um veículo automotor ou uma cabine ROPS completamente fechada, permaneça no local. Não saia do veículo para encontrar outro abrigo. Descargas elétricas muito perigosas podem passar por você. Encerre todas as operações, desligue o motor e feche as portas e janelas. Permaneça sentado no banco com as mãos nas pernas e os pés em contato com o tapete. Não toque em nenhum objeto metálico que tenha contato com a parte exterior do veículo, incluindo as maçanetas da porta e das janelas, as alavancas de controle, os pedais, o volante e as paredes interiores da cabine. Não toque em rádios ou telefones conectados a uma antena exterior.

Se ficar preso no exterior e não tiver mais para onde ir:

1. Evite áreas abertas onde você fique acima do terreno ao redor.

2. Abrigue-se em um lugar baixo, como uma vala, um barranco, um vale, um desfiladeiro ou uma gruta.

3. Mantenha distância de locais com água, como lagos ou riachos.

4. Não se abrigue embaixo de árvores altas isoladas ou de um pequeno grupo de árvores.

5. Abrigue-se entre a área densa e espessa das árvores mais baixas.

6. Evite entrar em recintos ou abrigos pequenos.

7. Não se abrigue embaixo de veículos automotores ou equipamentos pesados.

8. Mantenha distância de materiais que possam conduzir eletricidade, como cercas de arame e portões, canos de metal, postes, trilhos e ferramentas. 9. Mantenha distância de pelo menos 15 m de objetos de metal, como tanque de combustível, veículo ou maquinário.

10. Mantenha-se pelo menos 5 m afastado de outras pessoas para que o raio não passe entre vocês.

11. Não utilize o telefone, exceto para emergências.

Se sentir a pele formigar ou o cabelo levantar nas pontas, se objetos leves de metal vibrarem ou se ouvir um som de algo se rompendo, é provável que o raio esteja prestes a cair. Você só tem alguns segundos para agir:

1. Junte os pés. Agache-se. Baixe a cabeça. Cubra os ouvidos para protegê-los contra o barulho do trovão.

2. Não se deite no chão. Ao tocar o solo o mínimo possível, maior é a probabilidade de o raio não se mover pelo chão em sua direção.

E se um colega de trabalho for atingido por um raio?

1. Você pode tocar a vítima imediatamente; não existe nenhuma carga elétrica residual.

2. Ligue para o número de telefone de emergência imediatamente.

3. Se a vítima não tiver pulsação, o coração tiver parado ou ela não estiver respirando, inicie a reanimação cardiorrespiratória (RCR) ou a respiração boca a boca imediatamente. Utilize um desfibrilador portátil, se disponível.

4. Se possível, mova a vítima para um edifício o mais rápido possível. Lembre-se, você também pode ser atingido por um raio.

Para saber mais sobre a segurança contra trovoadas, consulte os seguintes sites: