Skip to content

Custo por tonelada: estudo técnico

A análise de custo por tonelada é um processo inestimável que melhorará a eficiência de sua operação e seu resultado final.

O que é custo por tonelada?

O custo por tonelada é o custo total da operação de corte de madeira dividido pela produção total.

Custo por tonelada = Custo total ($) ÷ Produção total (tonelada)

Infelizmente, o processo que levou a essa fórmula simples pode ser complexo e desafiante. Então, como descobrir quais são realmente os seus custos e a sua produção?

Cálculo da produção

Não deve ser difícil descobrir a produção total, porque os empreiteiros de colheita são pagos com base em algum tipo de medição de volume. A unidade de medida pode ser toneladas curtas, toneladas métricas, cordões, caminhões, pés cúbicos ou metros cúbicos. Aqui, usamos toneladas métricas como unidade de medida para representar uma medida de produção.

Determinar a produção de uma parte particular do equipamento ou do sistema de corte de madeira pode ser mais complexo. Em alguns casos, a telemetria pode ajudar a fornecer um volume de produção muito preciso, mas atualmente está limitada a um pequeno número de produtos da Tigercat.

Se dois feller bunchers forem usados na mesma operação, pode ser difícil determinar com quanto cada máquina contribui na produção total. Nesse caso, é necessário observar as máquinas. Conte quantas unidades de volume cada máquina produz em um dia ou, melhor ainda, uma semana ou mês. Então, divida pelo total de horas que cada máquina efetivamente trabalhou. Você terá uma boa ideia de qual é sua produção por hora. Quanto maior o período de amostragem, mais precisa será a estimativa.

Se o operador da sua máquina trabalhar em turnos de oito horas e você acompanhar atentamente o número de horas de produtividade real da máquina por turno, você muito provavelmente perceberá que esse número representa apenas uma porcentagem. É interessante entender o motivo da inatividade. Intervalos de funcionários, manutenções diárias e falhas mecânicas: tudo isso contribui. Essa análise é chamada de disponibilidade e utilização da máquina. A telemetria Tigercat é muito útil para esse entendimento, pois vários estados de máquina são rastreados, incluindo tempo produtivo, tempo ocioso e tempo de manutenção.

Cálculo de custos

Depois que você determinar quanto uma máquina ou um sistema de colheita produz por hora, é o momento para atribuir um custo por hora para essa máquina ou sistema específico. A boa manutenção dos registros tornará o processo mais fácil.

Há muitas variáveis a serem consideradas nesse cálculo. A maioria delas envolve custos de propriedade, custos operacionais e categorias de disponibilidade e utilização de máquinas.

Custos de propriedade

Esses são os custos associados e derivados da propriedade da máquina. Os custos de propriedade também são conhecidos como custos fixos. Os fatores utilizados para determinar os custos fixos incluem:


Quanto mais longa a vida produtiva de uma máquina, melhor. Ao manter a manutenção de sua máquina em dia e seguir as recomendações de serviço da Tigercat, você pode distribuir vários custos fixos por mais horas, reduzindo o custo fixo por hora.



Custos operacionais

Esses são os custos incorridos diretamente pelo funcionamento da máquina e também são conhecidos como custos variáveis. Os custos variáveis incluem:

Disponibilidade e utilização da máquina

Isso não é um custo, mas deve ser definido para dividir todos os custos por hora acima.

Por que o custo por tonelada métrica é importante?

Muitos valores terão de ser estimados, mas calcular o custo por tonelada é uma ótima maneira de comparar as máquinas. Esse modelo é frequentemente usado para comparar diferentes marcas de máquinas para tomar uma decisão de compra. No entanto, o custo por tonelada pode ser usado para ajudar a decidir entre um feller buncher de esteira ou com rodas para uma determinada aplicação. A análise pode ser usada para decidir entre um sistema de árvore inteira ou de corte no comprimento (CTL).

Os cálculos do custo por tonelada curta são utilizados para duas finalidades principais: olhar para a frente e olhar para trás.

Olhar para frente

A análise do custo por tonelada métrica olhando para frente é o melhor método para avaliar a compra de uma nova máquina. Comprar a máquina mais barata e esperar que ela funcione é provavelmente um dos piores.

Ao olhar para a frente, você pode trabalhar com os fornecedores do equipamento para ligar os números de produção e custos de forma a avaliar as aquisições de novas máquinas.

Olhar para trás

Como fábricas, as operações mecanizadas de transporte de madeira devem ser executadas continuamente, no prazo e com o mínimo de paralisação. Os fabricantes industriais bem-sucedidos realizam algum tipo de programa de custo versus produção, muitas vezes em tempo real, em um esforço para melhorar a eficiência e reduzir custos.

As empresas de papel e as serrarias estão fazendo a mesma coisa. Na verdade, elas analisam suas operações para você para determinar a sua taxa. O problema é o modelo que elas usam que pode ou não levar em consideração todos os elementos que impactam seu resultado final. Até ter uma compreensão completa de quais são seus custos e poder apresentá-los de uma forma organizada e clara, você nunca pode ter a esperança de negociar uma taxa melhor.

Ao olhar para trás, você considera um período fixo, como o ano anterior, liga os números e descobre quanto custa entregar uma medida de madeira para a fábrica. Ao tornar todos os custos transparentes, este exercício permitirá que você determine estratégias diferentes para reduzi-los, o que é possível através da substituição de equipamentos obsoletos ou problemáticos ou modificando processos.

A Tigercat disponibilizou para seus distribuidores uma série de planilhas com base nos modelos de custo para ajudar os lenhadores a avaliar o custo por tonelada curta das suas operações. Esses modelos são fáceis de usar e oferecem ao empreiteiro uma base sólida para aprender sobre como avaliar as operações atuais e a compra de novas máquinas.


Ao pensar além do preço de compra inicial, ou do pagamento mensal, você tem a possibilidade de economizar bastante no futuro.




CONTEÚDO RELACIONADO

Reduzir o consumo de combustível dos equipamentos


Extraia mais produção de cada litro ou galão precioso. Dicas de operador e manutenção para uma melhor economia de combustível.


Cuidados com pneus para atividades florestais


Pneus para atividades florestais são caros. Tome algumas precauções simples e de senso comum para proteger seu investimento, além de aumentar a vida útil e a segurança dos seus pneus.


forestry tires skidder

Winter Care for Forestry Machines


Tigercat machine maintenance tips for harsh winter conditions.


Tigercat feller buncher in winter operations conditions